music by I am Giant

THIAGO HELEODORO

shaper designer

IMG_1233.jpg

C U L T U R A S U R F

CULTURA SURF

Santa Catarina, 1973, Praia da Vila, Imbituba. Séries alinhadas entravam por entre as ilhas Sant‘anna de dentro e Sant‘anna de fora, e desenhavam extensas linhas até a beira.

Toda aquela sincronia chamava atenção, parecia que faltava algo ali. Com ondas tão perfeitas, porque não havia ninguém sobre elas? Simples, porque o surf ainda não havia chegado por aqui (SC).

Em um grupo de nativos, estava ali alguém que visualizou ação em cima daquelas ondas, e deu início a uma dinastia - a fabricação das primeiras pranchas de surf feitas em SC. Seu nome: Nabor Heleodoro. Estava se iniciando a história do surf Catarinense.

Devido ao domínio de SP e RJ na época, o surf estava sendo descoberto por aqui, e precisou ser descoberto "in natura", com uma impressionante exclusividade. Foi com uma mente brilhante e muita dedicação que Nabor deixou seu instinto aflorar e descobriu sua extrema facilidade na arte da fabricação de pranchas, desenvolvendo seu excelente know-how.

Stingers, Monoquilhas, Pins, Swallows, Canaletas, Double e Triple-wings com quilhas de madeira começaram a deslizar nas perfeitas paredes da praia da Vila. Logo as praias da região começaram a ser desbravadas.

Foram os primeiros surfistas de que se tem notícia. Um seleto grupo, vindo de cada praia de SC, se uniu e concentrou a energia em Imbituba, na praia da Vila, onde as ondas eram simplesmente alucinantes. Outros grandes points do Estado começaram a ser descobertos, com altas ondas rolando durante todo o inverno. Silveira, Ferrugem, Joaquina, Rosa, Guarda, Farol de Santa Marta, Laguna, Itapirubá e até a lendária praia do porto (que na época ainda era um bosque com altas ondas) serviram de pista de testes para os primeiros surfistas do Estado.

Tubos, que eram fartos, eram desfrutados com o verdadeiro sabor da descoberta. São muitos os nomes que figuram nessa história. Uns de Imbituba, outros de Florianópolis, Garopaba, Laguna... Pioneiros do esporte-arte. A fauna e a flora das nossas praias eram bem diferentes, tudo era duna, areia, vegetação típica... A qualidade das ondas era bem alta, devido às dunas, que formavam o banco de areia, e o Sul do país logo ficou conhecido como um dos melhores lugares para um surfista no Brasil. Muitos nomes figuram na lista desses desbravadores, entre eles o de um médico que tinha residência por aqui, e percebeu que o frio intenso do nosso inverno era um problema para a galera que via ondas espetaculares quebrarem sob um vento Sul quase polar. Em sua garagem, deu início, com sua mulher Maíra, à confecção de roupas de neoprene para surf. O resto vocês já sabem, foi o início da Mormaii.

Aquela tribo, com toda aquela "vibe", disseminou o trabalho do Nabor, que, a cada prancha confeccionada, atraía mais adeptos. Perguntava-se, então: "Onde são feitas essas jóias?" Era aí que deparavam-se com uma trilha, cheia de pés de butiá e um atalho direto do pico pelo meio das dunas da praia da Vila, que levava até a primeira fábrica de pranchas que houve no Estado. E o aroma de maresia se misturava ao da resina. É brother, isso é roots, é veia, é talento, nato.

Era a "Imbituba Surfboards", que depois foi também "Style" e Mormaii. Esses pioneiros já não eram tão anônimos, e "a turma" ganhou terreno, com o Morongo transformando sua garagem em Multinacional.

Durante as últimas 4 décadas, Nabor desenhou sua linha na Imbituba surfboards, Style, e foi o primeiro shaper da Mormaii, na franquia da surf shop da rede durante 15 anos, no centro de Imbituba.

Tamanha demanda elevou o nível de seu trabalho à constante inovação, suas pranchas eram conhecidas pelo design arrojado e linha com harmonia para o surf da éoca. Muitos que admiraram seu trabalho acabaram se tornando grandes amigos, e a "galera" do surf de alma rodava o Estado desbravando altas ondas.

Fez muitas pranchas em Laguna também. Fez intercâmbios com pioneiros do shape brasileiro, como Victor Vasconcelos, da antiga Vickstick, hoje Hotstick, Wanderbill, dentre vários outros, que queriam ver de perto a arte de um mestre. Alguns dessa turma também iniciaram trabalhos com pranchas, tornando-se depois de alguns anos, shapers conhecidos no Estado. Santa Catarina pode se orgulhar por gerar tantos talentos no shape.

Depois Nabor mudou-se para Garopaba, onde reside até hoje. Uma pessoa simples com um interior poderoso em conhecimento. Uma figura que guarda muito feeling. O surf corre com força naquela veia soul.

Nabor passou seu conhecimento, seus filhos seguiram. Thiago deu continuidade, e criou a HSD Board co. (Heleodoro Shape Designs), em Laguna SC.

A família Heleodoro é uma dinastia do surf. Nabor, mestre dos tubos. Neno Heleodoro, irmão, campeão em eventos, etapas da antiga OSP (Organização de Surf Profissional), primeira entidade do surf brasileiro, e constante finalista, numa época dominada por RJ, SP, representando muito bem o Sul. Carybean Heleodoro, sobrinho de Nabor, foi campeão em nada menos que "todas" as categorias do Estado, desde a Grommets, até a Open, com uma linha forte e moderna, antes de se profissionalizar e protagonizar shows de surf em baterias. Hoje é possível vê-lo em ação na praia do Rosa, onde reside, agora detonando no shape por lá. Guilherme Heleodoro, saiu das competições para fazer carreira na música, com uma levada ao estilo surf music autêntico, com Jam Sessions pelo Estado. Israel sempre apresentou uma linha de surf impecável, com muito estilo, mas deixou as competições por opção. E Thiago, seguindo o instinto, dedicou sua vida ao surf de alta performance, dentro e fora d‘água, com seu shape de precisão.

" O foco da HSD é o desenvolvimento do surf de alta performance. Cada detalhe, cada curva, borda, line, fundo, rocker, foil, cada parte do meu shape é uma parte também do surfista a quem assino, é como se fosse uma impressão digital. Esse é o foco da HSD." Conclui Thiago.

Com uma linha de surf inovadora e uma base afiada, que veio de berço, diz " Quando tinha 4 anos, meu pai me colocou em pé em cima da prancha numa espuma, e, a partir dali se iniciou uma dedicação que posso qualificar de paixão mesmo, além de ter uma extrema facilidade, trabalhei muito pra atingir esse nível de performance, em cada linha e cada curva que faço numa onda. Quando me sinto inspirado, entro em alguma competicão, mas o principal pra mim, é o desempenho perfeito mesmo."

Thiago tem, devido a essa tradição, muitos momentos gravados na memória, como conta: " Lembro sempre das histórias do meu pai, como quando usavam cacos de vidro para lixar as pranchas, pois na época não existia o "hot coat" (mistura de parafina/resina para cobrir a prancha) ainda, exigindo uma dedicação extrema. Outra, era que os blocos na época eram Largos o espessos, com seu meio chegando a 10 polegadas, o que exigia muito mais tempo no desbaste, fazendo "muita" poeira até chegar no finish. Essas histórias não têm preço cara..me sinto honrado, emocionado." Reconhecimento: "Gostaria de agradecer a algumas pessoas que foram muito importantes pra mim, que fizeram parte do meu desenvolvimento, como atleta e shaper. Raphael Becker, junto com seu pai, Pedro Paulo Lemos Heitch, que nos deixou recentemente, foram os dois maiores incentivadores que tive na infância. André Faria, você dispensa comentários. Fábio Carvalho, Neno Heleodoro, Roni Ronaldo, Thomaz Viana, Big riders. Devo muito a vocês, pessoas puras do surf."

Seu trabalho pode ser visto nas praias da região, em todo Estado. Com muito shape acumulado, já mandou pranchas para Indonésia, Chile, Peru, México, Austrália, Nova Zelândia, Costa Rica e outros. Licenciado Mormaii, na Pró-Ilha em São Francisco do Sul, com air-brushes irados e visuais incríveis nos shapes.

Além de testar seu próprio shape, já os colocou nos pés de outros grandes atletas como Fábio Carvalho, Raphael Becker, Carybean Heleodoro, André Faria, Wagner Pacheco, André Luiz, Fernando Castro, Jatyr Soares, Riomar Rodrigues, Thiago Bianchini e vários outros com fiel aprovação.

Você pode encontrar a HSD nas lojas especializadas da região. O telefone para contato é o (48) 96571823 / thiagoheleodoro@hotmail.com / Facebook - Thiago Ungaretti Heleodoro / thiago.heleodoro@facebook.com e em breve novo site HSD.

Então se você for a Laguna e notar uma onda riscada em alta velocidade, já sabe, está presenciando a história do surf catarinense. A própria.

" Continuem se dedicando e treinando forte galera, isso é surf na veia, da forma mais pura!! " -

Thiago Heleodoro

This Site Was Created Using Wix.com . Create Your Own Site for Free >>Start